terça-feira, 30 de junho de 2015

Marinado de Queijo Minas



Isso é muito prático e gostoso, para ficar ali na cozinha, sempre à mão.

Corte o queijo em cubos, acrescente folha de louro, tomilho, sálvia, pimenta rosa e azeite até cobrir e envolver todo o queijo, feche bem o vidro e deixe descansar por 2 dias. Use para servir com torradas, fica uma delícia!
Via Hierophant

sábado, 27 de junho de 2015

Rosca da Rainha da Serra da Piedade



Do alto da Serra da Piedade,  vem a receita que não pode faltar em um típico café colonial mineiro.

Ingredientes
600 ml de leite integral
2 batatas médias cozidas
3 ovos
2 colheres de sopa de doce de leite
5 colheres rasas de sopa de açúcar
1 kg de farinha de trigo peneirada
30 g de fermento para pão
200 g de goiabada

Para o creme de manteiga
200 g de manteiga
8 colheres de sopa de açúcar refinado

Preparo
Coloque no liquidificador o leite, a batata cozida, os ovos, o doce de leite, o açúcar e bata até misturar bem. Despeje a mistura na farinha peneirada, aos poucos. Com as mãos, sove a massa até ficar em ponto de renda (por cerca de 10 minutos). Ela vai ficar mais grossa e homogênea.

Enquanto isso, dissolva o fermento com um pouco de leite morno e coloque a mistura na massa. Em uma pedra, com um pouco de farinha, sove a massa para que ela fique mais aerada. Coloque numa vasilha para crescer, coberta com um pano de prato, por uma hora e meia. Mais uma vez a massa deve ser sovada.

Divida a massa em três e enrole. Comece a trançar e coloque os cubinhos de goiabada entre uma trança e outra. Deixe a rosca descansar mais uma vez por cerca de 20 minutos.

Enquanto isso, prepare um creme de manteiga, que será usado depois de assar a rosca. Basta colocar a manteiga com o açúcar na batedeira.

Leve a rosca para o forno quente, a 180° graus, por 20 minutos, em média. Depois de tirar do forno, é só passar o creme de manteiga e servir.
Fonte: Terra de Minas

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Canjica com Leite Condensado



Aproveitando o dia de São João, vamos fazer um Canjica bem gostosa? 

Ingredientes:
1 e 1\2 xícara de canjica branca
1 lata de leite condensado
400 ml de leite
250 g de amendoim
Canela à gosto

Modo de Fazer:
1. Deixe a canjica de molho em água fria por 12 horas no mínimo.

2. Depois desse tempo de molho, escorra a canjica e cozinhe na panela de pressão com 2 litros de água por 2 horas.

3. Enquanto isso, leve o amendoim ao forno 180˚C até dourar. Embrulhe em um pano de prato limpo e esfregue até que se solte a pele. Triture no liquidificador ou processador e reserve. 


4. Quando a canjica estiver cozida, junte o leite condensado, o leite e o amendoim e deixe ferver por mais 5 minutos com a panela destampada. Se desejar, polvilhe canela em pó à gosto e sirva.

Rende: 10 porções.
Fonte: Chocorango

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Recheio de Sonho de Valsa para bolos e pavês



Um recheio bem simples de fazer e que todo mundo adora!

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 e 1/2 lata de creme de leite
15 sonhos de valsa


Modo de Fazer:
Bater no liquidificador o leite condensado junto com o creme de leite e com 10 bombons.
Os outros 5 bombons corte-os em pedaços pequenos.

Leve ao fogo o creme sem os bombons picados maiores e deixe engrossar. Desligue o fogo e espere o creme mornar e só depois coloque os bombons cortados e misture. Depois é só colocar no meio do bolo ou se preferir coloque-o como cobertura.

Obs: Pode ser servido gelado, em copinhos. Fica muito bom!



sexta-feira, 19 de junho de 2015

Omeletão de Queijo ao Forno



O bom dessa receita muito fácil é que ainda você pode adaptar ao seu gosto, acrescentando ervas, presunto picado, etc...

INGREDIENTES:
4 gemas
4 claras
Sal e pimenta-do-reino a gosto
4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
100g de queijo prato cortado aos pedaços
1 colher (sobremesa) de salsa picada
1 colher (sobremesa) de farinha de trigo
1 colher (sobremesa) de manteiga
½ copo de leite (120ml)

MODO DE FAZER:
Bata as gemas e tempere com sal e pimenta. Adicione o queijo, a salsa, a manteiga e a farinha de trigo diluída no leite. Misture muito bem. 

Bata as claras em neve e junte ao omelete, mexendo delicadamente. Despeje numa forma refratária e asse em forno moderado por 30 minutos e sirva.

Pão de Mel Gigante



Um bolo fácil e gostoso  para quem adora pão de mel, mas fica com preguiça de fazer as porções individuais. Assim é muito mais prático!

Ingredientes:
1 xícara (chá) de açúcar 
1 xícara (chá) de mel 
2 ovos 
2 colheres rasas (sopa) de manteiga ou margarina em temperatura ambiente 
3 xícaras xícara (chá) de farinha de trigo 
2 xícaras xícara (chá) de leite 
1 colher (sopa) chocolate em pó 
1 colher (chá) de canela em pó 
1 colher (chá) de cravo da índia triturado 
1 colher (chá) de fermento químico em pó 
1 colher (chá) noz-moscada 
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio 1 pitada de sal

Cobertura:
300 grs. de chocolate meio amargo (para derreter)

Modo de Fazer:
Bata os quatro primeiros ingredientes até obter uma mistura bem homogênea.
Intercale o leite com a farinha, batendo sempre.
 Desligue a batedeira. 
Acrescente os demais ingredientes e vá mexendo delicadamente com uma colher, sem bater. 
Leve ao forno em fôrma untada e enfarinhada por uns 35 min. 
Espere esfriar, desenforme o bolo e despeje o chocolate derretido em banho maria, por toda a superfície. 
Leve  à geladeira por uns 15 minutos para firmar. Servir.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Bolo de Mel


Este bolo é ótimo para o lanche da tarde, para quando for receber visitas ou mesmo para presentear algum amigo. Leve, delicado e saboroso, é uma opção diferente para quem quer inovar. Fica com uma cor dourada e deixa um cheiro maravilhoso na casa quando fica pronto!

Ingredientes
1 copo americano de açúcar refinado;
⅔ de copo americano de óleo vegetal;
3 ovos;
450 g de mel;
1 copo americano de café preto frio;
3 ½ copos americanos de farinha de trigo;
1 colher de chá de fermento em pó;
1 colher de chá de bicarbonato de sódio;
½ colher de chá de gengibre;
½ colher de chá de cravo;
½ colher de chá de canela.




Modo de preparo
1 Preaqueça o forno a 160 ºC.
2 Coloque papel-manteiga no fundo de uma forma de 30 cm quadrada ou de pudim grande e unte levemente as laterais com óleo vegetal.
3 Coloque todos os ingredientes em uma tigela e misture bem com uma colher de pau ou de silicone.
4 Coloque a mistura em uma forma e asse em forno a 160 ºC por aproximadamente 1 hora. Faça o teste do palito: se sair seco, o bolo está pronto. Desenforme quando estiver morno.

Dica: Fica ótimo também fazer em porções individuais (bolinhos) para o lanche, servidos com sorvete de creme e frutas!


                                    Receita compartilhada  DAQUI

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Como calcular o preço de venda de doces, salgados e bolos feitos em casa


Esta é uma das perguntas mais frequentes que recebo no blog, quando as pessoas começam a vender seus doces, salgados, bolos feitos em casa.  A resposta simples, mas frustrante é que ninguém pode te dizer o quanto você deve cobrar. A definição de uma base de preços é uma das partes mais difíceis de qualquer negócio. O preço varia muito de região para região, complexidade do trabalho feito e também a média de preços cobrado na sua cidade ou bairro. Antes de tudo tem que fazer uma boa pesquisa de preços dos seus concorrentes e uma lista precisa das suas próprias despesas. É difícil saber o valor para colocar no nosso trabalho. Nós não queremos ter prejuízo, mas também não queremos chocar nossos clientes com preços caros demais, ou ainda pior - barganhar com um cliente sobre o preço do nosso bolo.

É natural, quando você está começando seu negócio bolo, se sentir inseguro sobre como cobrar  pelo seu trabalho. A primeira coisa a lembrar é que nós somos nossos piores críticos. Quando você valoriza o seu trabalho e coloca um preço justo, seus clientes vão valorizar a qualidade, ou ainda podem não concordar. Isso é complicado e você vai precisar de ter jogo de cintura e se adequar.

Há muitos anos atrás, quando eu fiz curso de doces no SESI aprendi que uma boa maneira de calcular a média dos preços é fazer essa equação:


Ex.: Se você gastou R$ 20,00 para fazer uma encomenda, o preço a ser cobrado será de R$ 60,00. Essa matemática leva em conta também a água, o gás do fogão, a energia e mão de obra. Está tudo incluído nessa conta.

Agora, observe uma coisa: quando você faz uso também de muitas técnicas mais elaboradas, o custo não está somente nos ingredientes, mas no trabalho investido. Você vai querer ajustar o seu “preço-por-serviço” Acrescente um pouco mais se for confeitado artisticamente, modelado, esculpido, etc., mas se for questionado pelo cliente, saiba argumentar o porque.

Ah, outra coisa importante: o seu trabalho é artesanal, manual e direcionado ao seu cliente. Não queira nivelar seu preço com produtos industrializados ou feitos em grande escala de produção por especialistas em buffet, padarias ou lanchonetes. Esse é seu melhor argumento na hora de dar preço!