Google+ Followers

terça-feira, 5 de março de 2013

Goiabada Mineira

     

Eu adoro a expressão "chuva das goiabas" que sempre ouvi de gente mais velha, referindo-se às chuvas de março, que deixa as goiabeiras carregadinhas... Lembro-me com saudade dessa época do ano lá no nosso sítio... Como dizia minha mãe: "goiaba aqui é mato!" Tinha demais, o chão ficava coalhado de goiabas caídas maduras do pé. E para todo lado era aquele cheiro doce evaporando do chão. O jeito era fazer goiabada cascão, geleia de goiaba, goiabada mole, doce de goiaba em calda, era muita goiabada!

É o tipo de doce versátil, cada um faz do jeito que quiser: cremosa, de cortar, massa fina, cascão...


Minas Gerais é tradicionalmente conhecida pela qualidade e sabor da goiabada artesanal, feita em tachos de cobre. As mais famosas são das cidades de São Bartolomeu na região de Ouro Preto e a  goiabada Zélia, de Ponte Nova-MG.

Para virar doce, a fruta tem de estar madura, mas ainda firme para aguentar o longo tempo no fogo, apurando lentamente. Não adianta fazer com goiabas "de vez" e esperar que a fruta melhore no doce.

Ingredientes:

Para cada quilo de goiaba limpa e cortadas, utilizar 1/2 kg de açúcar. Se não tiver como pesar em uma balança, calcule uma medida de goiaba e a metade da medida de açúcar. Pode ser uma panela, uma lata vazia de óleo, uma caixinha de leite, o que quiser.

Modo de Fazer:

A goiaba não deve ser descascada para fazer a goiabada. Lavar bem, tirar as pontas e partir ao meio. Depois, tirar a polpa e reservar em uma vasilha. A goiaba sem a polpa vai ser cortada ao meio (para dar o efeito de cascão).

*Um segredinho: coloque só as goiabas em metades na panela ou tacho, sem nada. Leve ao fogo e vá mexendo por uns 10 minutos, para cozinhar a goiaba antes de continuar o doce e não ficar pedaços duros no depois de pronto.

Bater no liquidificador a polpa com um pouco de água. Não bater muito, senão vira água (ou passe por uma peneira). Coar esta mistura na peneira para tirar as sementes. Despejar no tacho sobre a casca da goiaba, a polpa batida e em seguida adicione o açúcar. Jogue fora as sementes.


Mexer bastante, sem parar até aparecer o fundo do tacho. Para ficar no ponto, a goiabada deve ficar grossa e vermelhinha. O ideal é fazer com uma colher de pau de cabo bem comprido, porque o doce respinga muito e queima os braços. Tenho uma dica valiosa de Dona Lucinha, a melhor cozinheira de MG: "A técnica tradicional para fazer goiabada é em tacho de cobre, com colher de pau de cabo comprido. O jeito de mexer o doce é mexendo vai e vem (para frente e para trás) para não agarrar, no final mexa rodando a colher em todo o tacho, para dar brilho ao doce. "

Para saber se já deu o ponto, molhe a faca na água e depois coloque na goiabada.

*Outro segredinho: Use um amassador de feijão, daqueles de madeira, se achar que os pedacinhos de goiaba ficaram muito grandes ainda.

A goiabada que grudar na faca é colocada na água novamente e em seguida retire com a mão. Se ela ficar durinha é porque está no ponto.





Colocar a goiabada na forma de madeira forrada com celofane ou em vasilha, untada com manteiga.
Servir com um queijinho mineiro... Isso é uma tentação!

Assista o vídeo do programa "Terra de Minas", que ensina o passo a passo da verdadeira goiabada cascão de MG: http://redeglobo.globo.com/globominas/terrademinas/receitas/doces/noticia/aprenda-o-preparo-da-goiabada.ghtml

Para fazer o Doce de Goiaba em Calda:



Ingredientes:
1 kg. de goiaba vermelha e madura
1 litro de água
1/2 k. de açúcar refinado
5 cravos da índia e 2 canela em pau



Modo de Preparo:

Descasque as goiabas, retirando só a parte de fora da casca. Partir ao meio e tirar o miolo, com as sementes. Ajuda muito se fizer isso com uma colher de sopa para cavar.

Lave bem e coloque em uma panela grande. Coloque a água, o açúcar, o cravo e a canela. Deixe ferver em fogo baixo, vai cozinhando devagarinho. Espete um garfo e veja se as goiabas já estão macias e aí você tira com uma espumadeira e coloca em um vidro com tampa ou compoteira. A seguir, deixe engrossar mais um pouco a calda que ficou na panela e depois despeje sobre as goiabas no vidro. Deixe esfriar para depois tampar. Conservar na geladeira.

5 comentários:

  1. sempre tive muita vontade de aprender a fazer goiabada, agora encontrei uma ótima receita!!! OBrigada MARGÔ.

    ResponderExcluir
  2. Ola Margo,
    Precisava de saber se e possivel fazer goiabada de goiaba branca e se obecece a mesma receita.

    Obrigada
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As goiabas brancas são mais docinhas, apesar de todo mundo preferir a goiaba vermelha. Ela tem que estar madura, mas ainda firme para aguentar o longo tempo no fogo lento. Pode fazer do mesmo jeito que a vermelha, só a aparência ficará diferente. Reduza um pouco do açúcar, se a goiaba branca estiver bem doce. Minha avó colocava gotinhas de limão ou de laranja e já vi gente falando em cozinhá-las em água de beterraba para dar cor. Nunca experimentei, mas quem sabe dá certo?

      Excluir
    2. Muito obrigada pela sua pronta resposta.

      Excluir

Deixe aqui seu comentário: