Google+ Followers

sábado, 22 de setembro de 2012

Como Fazer um Torresmo bem Sequinho

     (Foto: Cleverson Forazi)

"O torresmo é uma preparação culinária feito de toucinho cortado em pequenos pedaços e frito até ficar crocante.
No Brasil é uma contribuição da culinária portuguesa com alguns retoques dos temperos trazidos pelos escravos da África.
Antigamente, era só uma maneira de obter a banha de porco-gordura utilizada na culinária, mas na Bahia colonial, os escravos passaram a consumi-lo diretamente.
O torresmo passou a ser utilizado em larga escala, como um delicioso petisco da comida mineira. É apreciado acompanhado de aperitivo-aguardente. E utilizado também na feijoada e no feijão tropeiro.
Pode acompanhar qualquer bebida por se tratar de um excelente tira-gosto."
Fonte: Torresmix/curiosidades


"Seu" Geraldo Lara, meu sogro, fazia o torresmo mais sequinho e gostoso que já comi na vida! Quem o conheceu, sabe do que estou falando. E ele me dizia que para fazer um bom torresmo, tem que ter "ciência"... Na hora de comprar, pedir ao açougueiro a melhor parte do toucinho para fazer torresmo, porque tem uns que ficam borrachudos.  Não se pode fritar o toucinho de uma vez só e servir, vai ficar encharcado. Outra dica valiosa: essa receita é feita em 2 etapas, pois o torresmo tem que descansar. Ah, e tem que colocar álcool, para ficar sequinho e estourar a pele do torresmo ... Não pode mexer demais...  E assim fui aprendendo o passo a passo, com quem era craque:

Ingredientes:
1 k. de toucinho para torresmo com mais carne
sal à gosto (mais ou menos umas 2 colheres de sopa)
3 colheres de sopa de álcool líquido de uso doméstico
1 litro de óleo de soja limpo/novo

Cortar o toucinho com 5 cm. de comprimento, com a largura de 1 dedo. Dê pequenos cortes em cada torresmo. Coloque o toucinho picado, o sal e o álcool numa panela grande e misture bastante com as mãos e deixe descansar por uns 15 minutos, para "pegar gosto"! Coloque depois  óleo suficiente para cobrir, mais ou menos 500 ml. e frite em fogo alternando entre alto e médio até os torresmos começarem a boiar na superfície do óleo. Não fique mexendo o tempo todo, só de vez em quando.

Veja bem: o ponto certo é antes de começar a ficar corado. Retire-os da panela com uma escumadeira e escorra em um papel absorvente.  Desligue o fogo e coe o óleo. Depois de escorridos, retire o papel e guarde o torresmo semi-frito em vasilha com tampa ou panela tampada até o dia seguinte.

Dicas:

1 - Se quiser reaproveitar o óleo escorrido em outras receitas, tipo arroz, feijão, carnes, ficarão mais saborosos se forem preparados nesse óleo de torresmo. Experimente!

2 - Vocês já viram em supermercados uns pacotinhos de torresmo para vender, que são semi-fritos? Isso quer dizer que foi feita só a primeira etapa da preparação. Quando comprar e for fritar, você estará dando só o 'acabamento' nele. Para fazer esse mesmo processo em casa, depois de escorridos no papel, guarde-os em saquinhos plásticos bem fechados e na geladeira.  Quando quiser comer um torresmo quentinho, é só  acabar de fritar!


Continuando a receita, esta é a 2ª etapa:  

Esse é o segredo do torresmo ficar sequinho!!! 

No dia seguinte, já com a panela lavada no fogo, coloque os torresmos  e cubra com óleo LIMPO (não use o óleo da primeira etapa que já foi frito). Deixe corar, até acabar de fritar. Escorra em papel ou peneira e sirva a seguir. Decore com fatias de limão.

Se fizerem essa receita exatamente do modo que expliquei aqui, é 100% de certeza que vai ficar uma delícia!

Como dizia Seu Geraldo:
"- Demora um pouco e tem que ter ciência para fazer desse jeitinho... Mas tudo que é bom na vida dá trabalho, né mesmo?"

20 comentários:

  1. vou embarcar nessa receita de corpo e alma, imagino a delicia que deve ser.

    ResponderExcluir
  2. Nas instruções diz que é para retirar e escorrer o torresmo após a primeira fritura.
    No entanto, a seguir manda trocar a panela e guardar o toucinho semi-frito na panela.
    A questão é como guardar na panela se já foi escorrido? É para colocar o toucinho de volta na panela com o óleo?
    Não está claro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Virgílio, "Se agarrar no fundo, troque de panela". Quando escorrer o óleo, se ficar uma 'borra' no fundo, tem que trocar de panela porque quando for fritar em óleo novamente, vai agarrar. Se não acontecer isso, não precisa trocar. Volte com o torresmo escorrido para essa panela, guarde na geladeira tampada e continue depois. Essa receita é feita em duas etapas!

      Excluir
    2. Também fiquei em dúvida quanto a isso, mas acho que guarda sem o óleo e depois coloca o mesmo óleo, já escorrido, para fritar de novo.

      Excluir
    3. você faz a primeira fritura do torresmo até ele ficar de cor dourada, tira ele da panela, escorre todo o óleo, guarda ele eu uma vasilha, depois de frio, ou seja descansado, você coloca óleo novo em uma panela e quando o óleo estiver bem quente, coloca o torresmo pré frito para pururucar.Obs: não é recomendado usar o óleo da primeira fritura, porque ele pode não pururucar o torresmo direito, e se você quiser fazer só pururuca tem um segredinho para ela ficar crocante...

      Excluir
  3. Vc não teria um tempo extao para ficar na panela na primeira etapa?acho que ficaria melhor de fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando o torresmo está cru, ele fica no fundo da panela de óleo. Assim que começa a secar e cozinhar, ele sobe para a gordura. Tudo é questão de observação: percebeu que está frito, porém antes de corar, retire da panela. Dia seguinte, próxima etapa!

      Excluir
  4. Nossa, já tentei de várias maneiras, várias receitas, mas até agora não consegui , dá tudo errado, quando eu morava no sítio , se matava o porco e fazíamos todo o toucinho num tacho, ficava uma delícia.
    Vou testar essa receita, pois adoro torresmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode fazer, tranquilamente. Se seguir direitinho o passo a passo, eu garanto que vai gostar!

      Excluir
  5. E o que fazer com o álcool...para que serve/

    ResponderExcluir
  6. parabéns margarete é assim mesmo entendi tudo ja fiz e ficou ótimo.muito obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Margarete,na segunda etapa,não se pode coar o mesmo óleo para aproveitá-lo?...E na questão do uso do álcool,ele faz o mesmo efeito do bicarbonato de sódio que se usa quando vai fritar,para ficar o torresmo pururuca? - Aguardo a atenção,obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fica bom. Tem que ser óleo limpo, sem impurezas, que é o que vai dar crocância ao torresmo. O óleo da primeira etapa pode ser reaproveitado para preparar carnes, feijão, refogados. E o álcool é essencial para dar certo. Um abraço

      Excluir
  8. A melhor receita é: corte o toicinho ou barriga de porco em pedaços de 2X2 cm salga a gosto coloca numa panela atiaderente, coloca meio-campo de água e um copo de óleo. Vai fritando em fogo médio e mexendo sem parar para não espirrar. Se espirrar é porque está mexendo pouco. Frite até o ponto desejado. A própria gordura que vai derretendo frita o torresmo. Sem erro.

    ResponderExcluir
  9. Eu faço na panela de pressão e coloco um pouco de bicarbonato de sódio não da trabalho e fica pururuca e melhor não suja o fogão ms vou por na próxima o álcool mas na pressão esse negócio de duas etapa não é p mim não RS RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, e como você faz na pressão? E fica pururuca?

      Excluir
  10. nossa quando eu fasso fica e duro kkkk

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário: